Contabilidade

Construção: Pagando muito tributo?

Novidades a partir da Lei 12.973/2014:

Após a vigência da lei opcionalmente a partir de 2014 ou obrigatoriamente a partir de 01/01/2015, as receitas e custos incorridos em contratos de construção (empreitada, administração e incorporação) deverão obedecer as normas do pronunciamento CPC17/ICPC02 ou CPC30.

A tributação se dá através da proporção dos custos incorridos em relação aos orçados ou em relação ao cronograma físico da obra - Percentage of Completion (POC). Este método apesar de novo leva em consideração normas antigas já utilizadas pela contabilidade brasileira BRGAAP, porém com pequenas mudanças devido à hamonização com as normas internacionais.

Por este método a receita é computada nos períodos contábeis em que os serviços são prestados. O que na prática ajusta as bases computadas através do desempenho da entidade. Os reconhecimentos dos contratos de longo prazo de natureza de construção deverão sofrer ajuste POC.

O reconhecimento OverbillingUnderbilling proporciona informação útil sobre a extensão da atividade e o desempenho dos serviços prestados durante o período.

Mantenha a sua contabilidade atualizada com os pronunciamentos técnicos vigentes utilizados no ramo!

Isto garante destaque e confiabilidade das suas informações financeiras para quem analisa o seu conteúdo.